Da Polícia Civil

Foto: Antônio Nascimento – Banda B

Cinco pessoas, com idade entre 25 e 69 anos, suspeitas de integrar uma associação criminosa envolvida com furtos e roubos de veículos, foram presas em flagrante, na noite de quarta-feira (2), dentro de uma chácara, situada no município de Bocaiuva do Sul, onde funcionava um desmanche clandestino. A ação foi realizada pela equipe de investigação do Centro de Operações Policias Especiais (Cope).

No local, a equipe apreendeu três veículos, várias peças de automóveis cortadas, bem como latarias e vidros, além de parte de motores, módulos e diversos equipamentos e ferramentas utilizados para realizar a adulteração dos veículos. Além de uma mochila, com uma máquina bloqueadora de sinais.

As investigações iniciaram há três meses, com o intuito de apurar crimes de furtos a caixas eletrônicos ocorridos no Paraná. No decorrer das diligências, a equipe constatou que um veículo Gol, de cor prata, teria dado suporte em uma dessas práticas criminosas. Em razão disso, os policiais passaram a monitorar o veículo e observaram que diariamente ele se deslocava de São José dos Pinhais até uma chácara em Bocaiuva do Sul.

Diante do fato, uma equipe do Cope se deslocou até a região e passou a realizar diligências próximo ao local, quando avistaram um veículo Fox, de cor branca, entrando na chácara, situada no bairro Estiva. Imediatamente realizaram uma busca no sistema para consultar a placa do automóvel e constataram que tratava-se de um carro furtado há poucas horas.

Após mais alguns minutos de monitoramento e com a chegada da equipe de apoio, os policiais entraram na chácara e passaram a vistoriar o local. Dentro da casa estava um homem de 66 anos; sua esposa, uma mulher de 69 anos; o filho do casal, um rapaz de 36 anos; e outros dois homens de 25 e 26 anos. Uma caixa com diversos medicamentos também foi apreendida dentro da residência, os policiais constataram que os remédios estavam dentro de um Voyage cinza, furtado no dia 25 de julho deste ano.

O homem de 66 anos foi encontrado escondido no forro do segundo piso da residência, com eles os policiais apreenderam um celular destruído por ele, para evitar a recuperação de dados. No mesmo cômodo, a equipe localizou diversos módulos de veículos – os quais serão encaminhados à perícia técnica para que possam ser constatados a qual carro pertencem.

Nos fundos da chácara, a equipe encontrou uma Van e uma caminhonete S10, ambas de cor branca. Os veículos estavam com as peças cortadas, junto de demais latarias de outros automóveis. O Fox, avistado pela equipe entrando no local, também estava ali, pronto para ser desmontado.

De acordo com o delegado-titular do Cope, Rodrigo Brown, o ambiente em que funcionava o desmanche era todo preparado para isolar ruídos. “O forro e a porta do local eram revestidos com isopor, provavelmente para não vazar o barulho no momento em que tivessem cortando os veículos, com o intuito de não chamar atenção de vizinhos e moradores da região”, informa o delegado.

Brown ressalta ainda, que o local era bem equipado com diversas ferramentas para a realização de cortes e adulteração nos veículos. “Também nos deparamos com uma máquina bloqueadora de sinais ligada, a qual corta sinais de GPS, rastreador, alarmes e vídeos”, conta o delegado, e acrescenta que havia um galpão atrás da residência, onde foram encontrados lataria de veículos, parte de motores e vidros de automóveis.

Dentro do Fox, os policiais encontraram documentos de identificação, cartões bancários e carteiras de estudante em nome de pessoas que não estavam no local. “As investigações continuam, com o intuito de localizar e prender demais pessoas envolvidas com essa associação criminosa, bem como o destino das peças e veículos adulterados”, afirma Brown.

Os suspeitos foram autuados em flagrante por sinal identificador de veículo automotor, associação criminosa e receptação. Todos permanecem presos no Setor de Carceragem Temporária (Secat) do Cope à disposição da Justiça.

Foto: Antônio Nascimento – Banda B
Foto: Antônio Nascimento – Banda B