O confronto balístico feito pelo Instituto de Criminalística (IC) permitiu a conclusão das investigações ligadas ao assassinato de Vladimir dos Santos Silva, de 44 anos, em um crime que aconteceu em março de 2021, no bairro Boa Vista, em Curitiba. Dois homens, suspeitos pela morte, foram indiciados por homicídio qualificado, conforme contou a delegada Magda Hofstaetter, da Divisão de Homicídios (DHPP), em entrevista à Banda B nesta sexta-feira (11).

Relembre o crime! Homem é assassinado com tiro na cabeça após ter casa invadida em Curitiba

Boa Vista
O local do crime no bairro Boa Vista, em Curitiba. Foto: Eliandro Santana/Banda B

Em 2023, testemunhas passaram a contribuir com as investigações ligadas à morte de Vladimir, apontando os suspeitos. Até então, a polícia não possuía informações sobre a autoria do crime.

Após a chegada dos novos detalhes, os dois suspeitos foram encontrados e presos no mês de julho. Porém, de acordo com a delegada, a Polícia Civil descobriu que ambos já haviam sido presos em junho de 2021 pelo uso ilegal de uma arma de fogo.

A “sacada” policial foi em questionar se o uso desta arma apreendida em julho poderia ser a mesma, que foi usada para matar Vladimir com um tiro na cabeça. A perícia “entrou em cena” e confirmou a hipótese policial.

Foi solicitado o confronto balístico dos projéteis extraídos do corpo do Vladimir com esta arma apreendida em 2021. E o resultado foi positivo. Os peritos constataram que a arma que expeliu os projeteis que mataram Vladimir eram os mesmos, que são usados nesta arma apreendida em 2021.

delegada Magda Hofstaetter.

À época, segundo a polícia, a vítima foi surpreendida pelos suspeitos enquanto jogava uma partida de xadrez com os filhos. Questionada sobre o motivo do crime, a delegada pontuou que o caso está ligado ao tráfico de drogas na região.

Foi em razão de pontos de tráfico de drogas no bairro Boa Vista. O Vladimir estava vendendo drogas lá na região e já havia sido alertado para não vender naquele local. Ele não respeitou a ordem e foi executado.

delegada Magda Hofstaetter.

Segundo a polícia, a dupla já foi denunciada pelo Ministério Público do Paraná (MP/PR).

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Perícia ajuda polícia concluir investigações de crime dois anos após morte de homem com tiro na cabeça em Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.