A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) avança nas investigações sobre a morte da técnica de enfermagem Vanessa Aparecida de Carvalho, de 32 anos. Na segunda-feira (22), a mãe de Vanessa a encontrou assassinada na casa em que morava, no bairro Campo de Santana, depois dela passar o fim de semana sem dar notícias. A polícia acredita que o autor conhecia a vítima e divulgou um vídeo que mostra ele deixando a casa da técnica, fugindo com o veículo dela, um Gol ano 2014.

 

De acordo com o delegado Victor Menezes, da DHPP, ainda é cedo para dizer se o caso é um latrocínio (roubo seguido de morte). “Não se pode bater o martelo se foi um latrocínio ou um homicídio. Não se sabe se a intenção do suspeito era de roubar ou se matou e, aproveitando as circunstâncias, aproveitou para levar o que tinha na residência. Foi uma morte violenta, com objetos levados dela”, descreveu.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o suspeito deixa a casa da vítima com o carro. “O mais provável é que o suspeito conhecia a vítima e, por isso, entrou na casa, porque não há indícios de arrombamento da residência ou até mesmo de uma escalada do portão. Acreditamos ainda que o assassino agiu sozinho”, afirmou.

Durante a entrevista, o delegado não confirmou nenhuma prisão relacionada ao crime. Quem tiver informações sobre o autor do crime pode entrar em contato com a DHPP, anonimamente, no telefone: 0800-6431-121.