Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

pedreiroPedreiro levou três tiros e morreu na hora. Foto: RR/Banda B

A comemoração pela recente liberdade durou pouco. Valdinei Gomes Cardoso, 39 anos, levou três tiros e morreu no meio da rua Enette Dubard, no bairro Tatuquara, em Curitiba. O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (18) e não há testemunhas. O atirador não foi encontrado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), Cardoso estava andando na rua quando foi abordado por, pelo menos, um criminoso. Ele levou tiros no peito e na cabeça. Informações apuradas no local é que a vítima tinha saído da prisão no mês de agosto e, atualmente, trabalhava como pedreiro.

A família confirmou que Cardoso estava levando uma vida tranquila. A motivação do crime pode estar relacionada ao passado dele, que pode ter envolvimento com drogas. Vizinhos disseram terem ouvido os disparos, mas nenhum dele passou informações a mais para a polícia.

“Geralmente a família preserva a vítima. Mas vamos ouví-los em um momento mais calmo. A partir desses depoimentos vamos traçar uma linha de investigação para elucidar o homicídio”, contou o delegado Dirceu Schactae da Delegacia de Homicídios (DH), responsável pelas investigações. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).