Para ampliar a presença em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, a Polícia Militar (PM) começou a instalar totens em áreas consideradas estratégicas. O objetivo é aumentar o patrulhamento na região e reduzir o índice de criminalidade nos locais. Até o momento, segundo a PM, dois equipamentos foram posicionados. O primeiro foi colocado no sistema prisional do município. O segundo começou a ser instalado nesta segunda-feira (4), no cruzamento da Rua pastor Adolfo Weidmann com a Rua Betonex, no Jardim Holandês. Este que é um dos locais mais movimentados da cidade.

 

Foto: Colaboração

O comandante do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd), tenente-coronel Arildo Medeiros Dias, disse à Banda B que a ideia surgiu quando ele estava no 13.º Batalhão da PM, entre 2016 e 2018. “O projeto surgiu em parceria com o coronel Assunção e o coronel Bruno, que estiveram comigo no Núcleo Estratégico do 13º Batalhão da PM. Naquele tempo, nós testamos a ideia na região do Ceasa e tivemos uma queda de 81% do índice de homicídios”, comentou.

Medeiros mencionou que a PM deseja mais instalar mais equipamentos. “Em Piraquara, já conseguimos fazer frente ao índice de homicídios, furtos e roubos. Agora, com estes equipamentos, vamos potencializar a nossa presença na cidade”, explicou.

O coronel diz que os totens serão voltados para gestão da polícia administrativa e, com eles, serão possíveis criar diversos bancos de dados de informações sobre os criminosos. Ainda de acordo com o comandante da PM de Piraquara, o projeto tem previsão de um ano. “Os totens, na verdade, se tratam de uma sessão de empréstimos de uma empresa de Cascavel. Eles fazem à leitura facial e de placas de veículos. A polícia administrativa fará toda a gestão, ao coletar as informações de quem passou nos ambientes que os totens estarão posicionados. De certa forma, estamos criando mecanismos para prestar o serviço de segurança com mais qualidade na comunidade”, concluiu.