Da Redação com G1

Um pai, de 33 anos, e uma mãe, de 27, foram indiciados pela Polícia Civil de Júlio de Castilhos, no Rio Grande do Sul, pela morte por asfixia de um casal de gêmeos de quatro anos dentro de um carro, caso que aconteceu no fim de janeiro deste ano. Eles serão indiciados por homicídio doloso, quando há intenção ou se assume o risco de matar.

GEMEMOS(Foto: Arquivo Pessoal / Montagem)

Segundo o que a perícia determinou, Wagner Wesley da Silva e Mary Diane da Silva morreram por asfixia devido à falta de oxigênio e elevação de gás carbônio agravada pelo forte calor. Eles foram localizados no carro da família, estacionado em frente à casa onde moravam. De acordo com a polícia, não ficou claro como os dois chegaram até o veículo, mas os pais não deram falta deles.

Ainda de acordo com o laudo, os irmãos ficaram pelo menos 30 minutos dentro do carro e houve negligência dos pais.

Para ler a matéria completa no G1 clique aqui.