A Polícia Civil de Goiás encontrou neste sábado (6) uma ossada humana que pode ser de Dayara Talissa Fernandes da Cruz, de 21 anos, dada como desaparecida, mas que a polícia acredita ter sido morta pelo marido.

Restos mortais foram localizados em uma fazenda. Propriedade fica localizada na cidade de Orizona, a 130 km de Goiânia.

Ossada estava enterrada a aproximadamente cinco metros de profundidade. Polícia chegou ao local porque a vítima e o marido já haviam visitado a fazenda. As informações são da Polícia Civil.

dayara-talissa
Foto: Reprodução

Restos mortais foram encaminhados ao Instituto Médico Legal para identificação. Suspeito está preso.

O UOL tenta contato com a defesa do suspeito. O espaço segue aberto para manifestação.
Relembro o caso

Dayara Talissa Fernandes da Cruz teve o desaparecimento registrado em 25 de março. Nesse dia, seu marido foi até a delegacia e informou o suposto desaparecimento. Ele disse ter deixado Dayara na rodoviária de Orizona no dia 10 do mesmo mês.

O delegado Kennet Andersson disse ao UOL que contradições nos depoimentos do homem levaram a polícia a considerá-lo suspeito. A principal linha de investigação é de que ele tenha matado Dayara, escondido o corpo e mentido sobre o desaparecimento.

Operação policial tentou prender o marido da vítima. Em 24 de junho, mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos municípios de Morrinhos, Pontalina, Itumbiara e Buriti Alegre, mas o suspeito não foi encontrado.

O suspeito foi detido após se apresentar à delegacia na segunda-feira (1º). Ele é investigado por homicídio qualificado por feminicídio, ocultação de cadáver e fraude processual.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Ossada que pode ser de mulher dada como desaparecida é encontrada

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.