Dois anos após o crime que matou o engenheiro Douglas Regis Junckes, de 36 anos, familiares decidiram fazer uma homenagem para ele e ao mesmo tempo fazer uma cobrança à Justiça. Com um outdoor fixado nesta terça-feira (12), na Rua Alberto Folloni, em Curitiba, os familiares lembram do crime e pedem que algo seja feito. O empresário Antônio Humia Dorrio, que era vizinho de Douglas, foi pronunciado a júri, mas responde ao processo em liberdade.

Foto: Marcelo Borges – Banda B

O irmão de Douglas, Eduardo Junckes, disse à Banda B que a vítima tinha muitos amigos e essa foi uma forma encontrada para prestar a homenagem. “Surgiu a ideia do outdoor para que a lembrança pudesse ser resgatada e a gente pudesse não só mostrar para a sociedade que ele não foi esquecido, mas também mostrar que continuamos indignados, tristes e com isso engasgado. Foi um crime muito bárbaro e uma pessoa que comete algo assim não pode continuar solta e impune”, disse.

Douglas foi morto a tiros na entrada do próprio apartamento, no bairro Juvevê, em Curitiba. O crime aconteceu em uma tarde de domingo, no 21 de maio de 2018. Na ocasião, Douglas e Antônio discutiram e entraram em luta corporal antes de acontecerem os disparos. O réu alegou que o motivo foi som alto e permaneceu 18 dias em prisão preventiva.

Apelo

Segundo Eduardo, o caso não pode ser esquecido e o outdoor serve para “botar pra fora” o que família e amigos querem expressar. “Não podemos permanecer mudos e, para que o momento não fosse só de indignação, foi muito sábio colocar amor também. São muitas as provas do que aconteceu e ele continua em liberdade”, lamentou.

A família de Douglas é de Blumenal, Santa Catarina. Eduardo aproveitou para fazer um apelo aos curitibanos. “Nós somos apaixonados por Curitiba e é muito triste saber que a Justiça precisa aceitar esse fato, então gostaria que a sociedade nos ajudasse a reivindicar para que ele responda pelo que cometeu”, concluiu.

Antônio Humia Dorrio teve recentemente a retirada de duas qualificadoras e pode responder no júri por homicídio simples.

O repórter Marcelo Borges foi até o outdoor e fez um relato no local. Assista: