Um homem, de 30 anos, foi preso pela polícia, no final da tarde desta quarta-feira (8), suspeito de ser o criminoso que ficou conhecido como “maníaco do Sandero”, em abordagem realizada na rua Francisco Torres, no Centro de Curitiba. Ele foi encaminhado para a Delegacia da Mulher, onde poderá ser reconhecido pelas vítimas.

(Foto: Daniela Sevieri/Banda B)

De acordo com informações de um oficial do serviço reservado, o suspeito mudava a placa do Sandero toda vez que iria tentar cometer um novo estupro. “No dia 11, teve o furto de uma placa em Tubarão, no estado de Santa Catarina. Nós temos as fotos dele entrando em Tubarão com esse carro e voltando. Então toda vez que ele ia fazer algum tipo de tentativa de estupro, ele trocava as placas e depois do fim da ação ele voltava a usar a outra”, contou o oficial que investiga o caso desde o dia 19 de dezembro.

 

(Foto: Colaboração)

O suspeito seria de Santa Catarina e aproximadamente seis vítimas já foram confirmadas pela polícia. “Ele é de Santa Catarina, mas a gente ainda não sabe qual a profissão dele e agora que vamos puxar mais informações. Ele ficou em Curitiba até o dia 30, voltou para Santa Catarina e retornou a capital paranaense no dia 2. Já estávamos monitorando ele, que fez aproximadamente seis vítimas, segundo o que confirmamos”, disse o oficial.

O homem estava sem barba, diferente do retrato falado feito com base no depoimentos das vítimas. Dentro do carro foram encontrados munição e um revólver calibre 36.

(Foto: Daniela Sevieri/Banda B)

Nesta segunda-feira (6), um motorista de aplicativo já havia sido preso com a mesma suspeita e autuado por pertubação sexual, porém o envolvimento no caso não foi confirmado pela polícia e o homem foi liberado após assinar um Termo Circunstanciado.

Maníaco do Sandero

O apelido foi dado nos último dias a um suspeito que teria atacado várias mulheres desde o dia 19 de dezembro, com um veículo do modelo da Renault de cor prata. Até esta quarta-feira, o que se sabia é que pelo menos duas das vítimas conseguiram escapar da ação do assediador. Já uma jovem, moradora do Jardim Social, foi levada ao carro e estuprada. Desde então, as equipes de investigação da Delegacia da Mulher trabalham para prender o suspeito e inclusive divulgaram um retrato falado, feito com base em depoimentos das vítimas.

Retrato falado do suspeito de ser o “maníaco do Sandero”

O último caso que se teve notícia aconteceu no dia 23 de dezembro. Uma universitária de 20 anos teve a ajuda da mãe, quando voltava do shopping, e conseguiu fugir da abordagem do homem. A reportagem conversou com a mãe da garota, que trouxe detalhes sobre os momentos de terror vividos pela filha.

“Ela voltava do shopping e já estava subindo a rua de casa, quando percebeu que um Sandero passou por ela e ameaçou fazer o retorno. ele fechou na frente dela e a minha filha atravessou a rua para não ser surpreendida. Durante a ação, ela me ligou e eu corri para fora da casa”, contou à reportagem. “Saí gritando, aí os vizinhos surgiram na rua e ele, tranquilamente, deu a ré e foi embora. Se eu não tivesse aparecido, não sei o que teria acontecido com a minha filha”, relata a mãe, que não quis ser identificada.