Nove anos após tentar matar a ex-mulher a facadas, um homem de 44 anos foi preso nesta segunda-feira (29), no bairro Hauer, em Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, ele invadiu a casa da ex e aguardou a chegada dela. O crime só não foi consumado porque a vítima se fingiu de morta para não continuar sendo esfaqueada.

Foto: Divulgação Polícia Civil

O crime aconteceu no dia 21 de outubro de 2010, na cidade de Pariquera-Açu, no interior de São Paulo. Na ocasião, o suspeito teria ido até a residência da ex-companheira e arrombado a porta para esperar ela chegar.

Quando a mulher chegou em casa, os dois chegaram a conversar, porém, ela pediu para que ele fosse embora. Inconformado com o fim do relacionamento, o homem teria agarrado a vítima pelo pescoço e tentou sufocá-la com as mãos. Os dois entraram em luta corporal, quando o suspeito teria pego uma faca na gaveta e desferido diversos golpes nas pernas, braços e abdômen da mulher.

De acordo com as investigações, a vítima teria fingido-se de morta após gritar por socorro e não ser atendida. Acreditando que a mulher realmente estava morta, o suspeito ainda teria subtraído documentos pessoais e cerca de R$ 550.

Segundo a PCPR, o homem possui envolvimento em outra situação de violência contra a mulher em Curitiba, caso ocorrido em março deste ano. O homem é natural de Curitiba e segue preso à disposição da Justiça.

Como a lei do feminicídio é de 2015 e o crime aconteceu em 2010, o suspeito preso responde por tentativa de homicídio.