Angélica Moreira dos Santos, de 33 anos, salvou o filho de oito anos antes de ser assassinada a facadas pelo marido, na noite do último sábado (25), no bairro Butiatuvinha, em Curitiba. A delegada responsável pelo caso, Emanuelle Siqueira, deu detalhes sobre o crime durante entrevista na manhã desta segunda-feira (27).

angelica feminicidio butiatuvinha (1)
Reprodução Redes Sociais

De acordo com Siqueira, Elias Cordeiro confessou o assassinato, mas disse que não tinha a intenção de matar a esposa.

“Ele alega que não tinha a intenção de matar. Ela passou a criança deles pela janela do quarto e tentou pular essa janela. No momento em que ela tentou pular a janela, ele afirmou que conseguiu acertar o primeiro golpe e que depois disso ele não se recorda quantos golpes acabou acertando”, detalhou a delegada.

O crime aconteceu na residência do casal na rua Professor Sydnei Lima Santos, na Vila Três Pinheiros. Angélica e Elias teriam discutido e ele puxou a faca e golpeou a esposa.

Segundo a delegada, Cordeiro relatou que viu mensagens no celular de Angélica que seriam do ex-marido dela e isso provocou uma crise de ciúmes, seguida pela discussão.

“No sábado, eles estariam confraternizando com os vizinhos e o noticiado teria localizado no celular da vítima algumas mensagens do ex-marido dela e teria ficado agitado com isso. Então, ele teria chamado ela para perguntar dessas mensagens, mas antes ele trancou o portão, trancou a casa e foi tirar satisfação. Nessa conversa, começaram a discutir, ela tentou fugir e ele pegou a faca”, explicou a delegada.

Além de matar a mulher a facadas, Cordeiro esfaqueou o irmão dela.

“O cunhado dele, com o compadre, teriam pulado o portão e tentado entrar na casa pelas portas dos fundos. Na tentativa de conter ele, o cunhado também foi atingido com a faca”, descreveu Siqueira.

Cordeiro fugiu, mas foi preso horas depois ao capotar o carro que dirigia em São José dos Pinhais.

Angélica deixou dois filhos – um com Elias e o mais velho de outro relacionamento. O corpo será sepultado no Cemitério Municipal de Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Mulher salvou filho pela janela e tentou pular antes de ser morta a facadas pelo marido, diz delegada

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.