Uma briga doméstica deixou 45% do corpo de uma mulher queimado na manhã desta segunda-feira (12), em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a Guarda Municipal, a vítima procurou o centro médico da cidade após o crime, mas não conseguiu detalhar o ocorrido por conta da gravidade de seus ferimentos. Ela conseguiu, porém, dizer que o marido seria o responsável, o que terminou na detenção dele.

Vítima está internada no Hospital Evangélico (Foto: SMCS)

O inspetor Duarte, da Guarda Municipal, explicou que o acionamento foi feito pelo próprio centro médico. “Nós fomos chamados logo após ela dar entrada pela agressão, então questionamentos o que havia acontecido. Ela nos contou que o marido havia arremessado álcool e fogo, então iniciamos a busca pelo suspeito”, explicou.

Em conversa com testemunhas, a Guarda então constatou que o marido estaria nas proximidades do centro médico e conseguiu realizar a detenção. Ele também se feriu no incidente e precisou de atendimento médico.

O casal é morador do bairro Aparecida e foi encaminhado ao Hospital Evangélico de Curitiba, que é referência no tratamento de queimados.

Segundo a assessoria da casa hospitalar, a vítima está internada em um quarto, mas o estado é delicado.

O marido, assim que receber alta, será encaminhado à Delegacia de Campo Largo.