Uma mulher de 34 anos foi esfaqueada pelo marido na tarde deste sábado (26), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. Ela foi ferida na região do tórax e foi socorrida em estado grave ao Hospital do Trabalhador. Depois da agressão contra a mulher, o homem se esfaqueou e também foi socorrido. Familiares confirmaram que ambos estavam em processo de separação desde a descoberta de uma tentativa de estupro contra a filha adolescente da mulher.

A casa da família fica na rua Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, quase esquina com a Érico Veríssimo, no bairro Passaúna. O atentado aconteceu por volta das 16 horas, quando a mãe e a filha recolhiam objetos da casa para irem morar com um parente. Em um determinado momento em que a mulher retornou para dentro da casa sozinha foi surpreendida pelo homem, armado com uma faca. Ele a golpeou no tórax e ela escorregou com o sangue, evitando que a segunda facada a atingisse. Familiares ouviram gritos e impediram novos ataques.

Diante de outras pessoas, o homem se esfaqueou e feriu o próprio peito. Duas ambulâncias do Corpo de Bombeiros (CB) foram acionadas e a mulher, em estado mais grave, foi levada de helicóptero ao hospital.

A filha da vítima, de apenas 15 anos, que não será identificada, garantiu que a família nunca aprovou o relacionamento da mãe e que, desde a tentativa de abuso, ela tentava sair de casa. “Ele tentou me estuprar, criei coragem, contei pra minha mãe e a gente fez boletim de ocorrência. Eu fui morar com meu pai e a gente ficou aguardando a audiência. Eles não tinham mais relação, moravam na mesma casa por causa da minha irmã pequena. Eu vim passar as férias com ela, começamos a tirar as coisas da casa aos poucos. Ele esperou ela ficar sozinha e atacou”, lamentou a garota, em entrevista à Banda B.

A filha do casal tem 1 ano e três meses e está com a avó materna. O homem é da Bahia e tem outros três filhos que vivem com a mãe no estado de origem. A vítima corre risco de morte e o homem foi estabilizado antes de ser encaminhado ao hospital.