Um motorista na contramão pela Rua Alferes Poli, no bairro Rebouças, em Curitiba, se revoltou por ser abordado por guardas municipais e deu um soco contra um dos membros da equipe, durante a madrugada desta sexta-feira (27). Ele foi encaminhado à Delegacia de Delitos de Trânsito onde foi autuado por embriaguez ao volante, desacato, resistência, lesão corporal e dano ao patrimônio público.

(Foto: Street View)-

 

O motorista, que identificou-se como um advogado, foi visto pela contramão da direção e a equipe da GM iniciou a abordagem. “Estávamos em patrulhamento pela região central quando o veículo deste cidadão vinha pela contramão na Alferes Poli. Após a abordagem, verificamos que ele apresentava sinais de embriaguez e documentação atrasada. Durante a abordagem, ele veio a agredir a equipe. Dando um soco em mim”, descreveu à Banda B o agente Luciano, da GM.

Mesmo após o soco e a voz de prisão, o suspeito manteve a forma agressiva de tratar a equipe policial. “Nos xingou e menosprezou a nossa corporação”, contou Luciano.

Na delegacia

Na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), o advogado ainda danificou uma cela e vai responder por dano ao patrimônio público. Como a soma das penas ultrapassa quatro anos, apenas o poder judiciário poderá arbitrar uma fiança para o caso. Em depoimento ao delegado Edgar Santana, da Dedetran, o suspeito justificou-se:

“Afirmou que os guardas teriam tido uma atitude irônica e, por isso, ficou nervoso e deu um soco contra o guarda municipal. Vamos comunicar a prisão até os órgãos competentes. Ele permanece aqui detido”, concluiu Santana.