O jovem suspeito de matar o motorista de aplicativo Lucas Rizzardi de Miranda, de 27 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira (17), no bairro Fazendinha, em Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, o crime teria sido motivado em razão de uma dívida de R$ 20, relacionada ao tráfico de drogas. O detido tem 24 anos e responde também pela morte de Jorge Procópio do Nascimento, 56 anos.

Lucas morreu em setembro de 2018 (Reprodução)

De acordo com o delegado Rinaldo Ivanike, ele agiu com outras três pessoas no crime contra Rizzardi. “Ao que parece, ele faz parte de uma gangue do bairro Fazendinha, com mando de outra pessoa. O Rizzardi teria uma dívida de R$ 20 por causa de entorpecentes e a vingança teria acontecido”, explicou.

O corpo de Rizzardi foi encontrado em um córrego de São José dos Pinhais, quatro dias após seu desaparecimento. Na ocasião, a polícia já havia constatado que a morte foi ocasionada por um tiro na cabeça.

Nesta segunda, no momento da prisão, o suspeito foi encontrado com 13 pedras de crack e uma motocicleta furtada no dia 25 de maio, no bairro Portão.

No lugar do filho

O outro crime pelo que o jovem de 24 anos é investigado é o de Jorge Procópio do Nascimento, ocorrido em 7 de março em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba.

Segundo as investigações, Jorge teria sido morto no lugar de seu filho – que era quem o suspeito tinha como desafeto. Na ocasião, o investigado teria ido até a residência de Nascimento procurar por seu filho, porém ele é quem atendeu a porta e acabou sendo morto por cinco tiros.

O homem está preso no 10° Distrito Policial, à disposição da Justiça.

Suspeito foi preso pelo 10° Distrito Policial (Reprodução)