Apontado como o responsável pelo atropelamento que matou um ciclista na madrugada desta sexta-feira (19), na Estrada da Ribeira, bairro Atuba, em Curitiba, um motorista de aplicativo foi preso em flagrante após ser reprovado no teste do bafômetro. A vítima morreu na hora.

(Fotos: Colaboração)

De acordo com o delegado Leonardo Carneiro, do Dedetran, o condutor, que dirigia um Ford Ka, registrou a quantidade de 0,34mg/L de álcool no sangue e foi autuado ainda no local do acidente. “Ele informou que estava na casa de uns amigos e bebeu quatro copos de cerveja”, explicou à reportagem. “O rapaz também contou às equipes que trabalha como motorista de aplicativo e estava começando uma ‘corrida’ quando atingiu o ciclista”, acrescentou Carneiro.

Uma testemunha contou à Banda B detalhes sobre o atropelamento. “Eu estava parado e vi o rapaz cruzando fora da faixa sem olhar. O carro estava com o sinal aberto para ele na hora. O primeiro carro, na frente dele, desviou mas ele não teve como evitar”, contou.

O motorista de aplicativo foi preso e será acusado pelo crime de homicídio qualificado no trânsito, sem a chance de fiança. A pena para casos assim é de 5 a 8 anos.