Morreu no hospital nesta terça-feira (15), a mãe das duas meninas que morreram em um incêndio em uma casa em Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. O incêndio, que pode ter sido criminoso, ocorreu na terça-feira (8).  Rosenilda Rodrigues Faria, de 28 anos, morreu por volta das 6h20, informou o Hospital Evangélico Mackenzie.

Rosenilda morreu nesta terça-feira – Facebook

Rosenilda lutou pela vida no hospital por uma semana. Ela ficou com  70% do corpo queimado, após tentar salvar as duas filhas de 6 e 2 anos, que morreram no fogo.

O principal suspeito de ter causado a  tragédia, segundo a polícia, é o ex-marido de Rosenilda, Lucas Machado.  Ela está preso e nega o crime.

A tragédia aconteceu em uma casa de madeira numa área de morro, bastante íngreme, na Vila Madre. O fogo tomou conta de tudo rapidamente. Vizinhos contaram o desespero de Rosenilda. “Ela saiu com a casa pegando fogo, mas ainda voltou pra tentar salvar as filhas. Foi ai que ela se queimou bastante”, disse uma vizinha.

O pai de Rosenilda, Vitor Rodrigues, contou que os outros três filhos dela dormiram na casa dele. “Se todos estivessem aqui teria sido ainda pior”, contou.

O casal havia discutido e o homem foi embora na noite anterior. No final da madrugada,a s investigações apontam que ele voltou e ateou fogo na casa. O avô disse ainda que as brigas eram constantes. “Eles viviam brigando e se acertando. A gente sabia também que usavam drogas. Só acordei com o fogo alto”, disse.