Por Luiz Henrique de Oliveira e Flávia Barros

Moradores no bairro Pinheirinho, em Curitiba, procuraram a Banda B nesta segunda-feira (27) para denunciar a ação corriqueira do ‘Maníaco do Varal‘. Depois de uma semana de tempo úmido, que quem não tinha secadora de roupas precisou repetir o vestuário por três dias, o sol apareceu em Curitiba, mas o inimigo mudou.

lavagem(Foto: Google imagens)

A operadora de caixa Cleonice do Nascimento, que mora na Rua Valentim Deda, falou à Banda B sobre o que aconteceu com ela. “Nós deixamos a roupa para secar e hoje de manhã, quando fomos recolher para usá-las, tudo tinha sido levado”, descreveu a trabalhadora.

Para Cleonice, o maníaco está fazendo ataques em série no bairro. “Meu vizinho passou pela mesma situação há alguns dias. Precisamos de mais policiamento aqui na região. É uma facilidade incrível”, lamentou.

As informações dão conta que o maníaco não se importa com a marca ou a qualidade da roupa. Ele limpa tudo. “Nem colocar as roupas no varal conseguimos”, concluiu a operadora.

A reclamação da moradora foi repassada à Polícia Militar (PM) e a redação recebeu a seguinte nota na manhã desta terça-feira (28):

“Estão em formação em todo o Estado do Paraná mais de 2 mil policiais militares, os quais serão distribuídos nos locais com maior necessidade de policiamento, após a formatura. Nos últimos meses o 13º Batalhão, responsável pela área, tem direcionado esforços também à atividade preventiva de crimes, com projetos sociais comunitários, a fim de criar uma cultura de paz.

No que tange ao policiamento ostensivo e preventivo, a Polícia Militar esclarece que o está sendo feito todos os dias na região do Pinheirinho, com os meios materiais e humanos que a PM possui.

No entanto, se as pessoas já possuírem características de marginais que rondam a área ou informações como placas de veículos, tipo de vestimenta, cabelos e horários devem repassar à Policia Civil, que e responsável pela investigação e identificação de suspeitos, para que as medidas pertinentes à investigação sejam tomadas. A PM está disponível via 190″, diz a nota publicada na íntegra.