ESTUDANTE DE AGRONOMIA, MATEUS GONÇALVES FOI AUTUADO POR FEMINICÍDIO E TENTATIVA DE HOMICÍDIO/FOTO: REDES SOCIAIS

 

A Justiça decretou a prisão preventiva do estudante Mateus Gonçalves, 22 anos, por feminicídio e tentativa de homicídio. O jovem estudava Agronomia na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e foi autuado pela delegada Ana Paula Cunha Carvalho ainda na sexta-feira (6), suspeito de matar a ex-namorada Nathalia Johanna Deen, 22 anos, e ferir o ex-cunhado Carlos Deen, 19 anos.

Com a prisão decretada, Mateus já está algemado no Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HU-UEPG), onde segue sob custódia policial até que receba alta. Devido à prisão, o estudante também está impedido de receber visitas.

(Foto: Reprodução)

Segundo as investigações da Polícia Civil, após cometer o crime, o suspeito correu do apartamento das vítimas até o campus de Uvaranas da UEPG e tentou suicídio no Bloco M. O jovem cortou os pulsos com cacos de vidro de uma porta e, desde então, está no HU já fora de risco.

Conforme decisão judicial, assim que receber alta, o rapaz será conduzido à 13ª Subdivisão Policial para prestar depoimento à delegada Ana Paula. Após o interrogatório, Mateus vai direto para a Cadeia Pública Hildebrando de Souza e deve responder preso pelos crimes.

A família do suspeito já contratou um advogado para cuidar do caso. Até o momento, a reportagem ainda não conseguiu contato com a defesa.

O caso

De acordo com o relatório da Polícia Militar e as investigações da Polícia Civil, o estudante do quarto ano de Agronomia da UEPG, Mateus Gonçalves, entrou no apartamento da ex-namorada Nathalia Deen e matou ela com oito facadas. A jovem cursava o mesmo curso que o agressor e estava no último ano, prestes a se formar. Antes de matar Nathalia, Mateus teria tentado asfixiar o ex-cunhado Carlos Deen, que está no segundo período de Agronomia do Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage). Carlos ainda levou três facadas no tórax tentando defender a irmã. Ele está internado na Santa Casa de Ponta Grossa.

Para ler a matéria completa no Portal A Rede clicando aqui.