A yotuber Isabelly dos Santos morreu aos 14 anos – Reprodução redes

A juíza Bianca Bacci Bisseto, da Vara Criminal de Pontal do Paraná, aceitou a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) contra os irmãos Vargas, acusados acusados de envolvimento na morte da youtuber Isabelly Cristine Domingos dos Santos, de 14 anos., no Balneário Canoas, na madrugada do dia 14 de fevereiro.  As informações são do site G1.

Everton Vargas, que efetuou o disparo, foi denunciado pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e também responderá por porte ilegal de arma. Já o irmão dele, Cleverson Vargas, que dirigia o veículo, foi denunciado por homicídio qualificado, como participante do crime. Ele também foi denunciado por embriaguez ao volante.

A juíza determinou ainda a suspensão do registro de arma de fogo de Everton e a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de Cleverson.

Atualmente, os réus estão presos no Centro de Triagem de Piraquara. Se condenados, os irmãos podem receber pena de 12 a 30 anos de prisão.

Reconstituição

O inquérito foi encerrado dois dias após a reconstituição do caso ser realizada na PR-412. Cerca de cinquenta policiais trabalharam para refazer a cena, que aconteceu na madrugada do último dia 14. Os depoimentos têm informações cruzadas sobre o exato momento em que o disparo de arma de fogo foi efetuado.

Para a defesa de Everton e Cleverson Vargas, o acolhimento da denúncia não traz surpresa. Segundo o advogado Cláudio Dalledone Júnior, o curso do processo será o campo da ampla defesa dos irmãos. “E é neste momento que poderemos trazer a luz dos fato, de todas as provas e evidências que mostram que os irmãos Vargas agiram em legítima defesa, agiram por temer um assalto”, concluiu Dalledone.

Defesa

A defesa dos irmãos ainda não se manifestou sobre a decisão da justiça, de acatar a denúncia do MP-PR. Mas na ocasião da apresentação da denúncia, na última terça-feira, se manifestou informando irá contrapor os argumentos da acusação até o final do julgamento popular.

O caso

A youtuber foi atingida por um tiro na cabeça na madrugada de quarta-feira (14), enquanto voltava de um evento de carro com parentes. O caso aconteceu na PR-412, em Pontal do Paraná.

Os dois homens apontados como autores do crime estão presos na delegacia de Matinhos. Eles alegam que o disparo foi feito em legítima defesa após uma suposta emboscada. A família da vítima nega essa versão e diz que não houve motivo para que os suspeitos atirassem contra o veículo.

Notícia Relacionada