Por Felipe Ribeiro

Foto: Divulgação AENFoto: Divulgação AEN

O julgamento do garoto de programa Cleverson Petreceli Schimidt, de 22 anos, que confessou o assassinato do escritor e jornalista Wilson Bueno, pode acontecer de portas fechadas. A defesa protocolou nesta sexta-feira (28) o pedido, uma vez que o advogado que acompanhou o auto de prisão em flagrante do réu passa por um processo administrativo que corre em segredo de justiça. O júri popular está marcado para a próxima segunda-feira (31). Segundo a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), ele será julgado por homicídio, agravado por motivo fútil em 2010.

De acordo com o advogado de defesa, Maurício Zampieri de Freitas, a defesa está confiante na absolvição do acusado e se o processo ocorrer de portas fechadas seria inédito na justiça Paraná. “Esta é uma questão inédita requerida pela defesa, uma vez que teremos que expor documentos que estão sob sigilo. Provas imprescindíveis para o julgamento estão ali e esperamos que o juiz acate nosso pedido”, disse.

Quando confessou o crime, Cleverson afirmou que matou o escritor após tê-lo conhecido em uma sauna. Na ocasião, segundo ele, recebeu uma proposta de Bueno, que teria oferecido R$ 130,00 para manter relações sexuais com Schimidt. O acusado teria recebido um cheque que acabou trocando antes do prazo, provocando cancelamento por parte de Bueno. Foi então que ele retornou a casa do escritor e cometeu o crime. Segundo o réu, a discussão começou depois que ele insinuou que a vítima estivesse consumindo drogas.

O irmão do réu, João Santana, lamentou como o caso será finalizado. “As expectativas não são nada boas. Foi um crime muito brutal, porque meu irmão foi morto pelas costas e a casa estava toda revirada. Ele queria achar a chave do carro e fugir com todos os objetos. São por essas e outras que o país está passando por essa fase tão ruim”, afirmou.

O júri está marcado para as 13h30 no Tribunal do Júri de Curitiba.

Notícia Relacionada:

Garoto de programa acusado de matar escritor Wilson Bueno vai à juri popular nesta segunda-feira