Um jovem de 26 anos foi preso, nesta terça-feira (31), suspeito de participar da morte de um homem de 41 no bairro Campo Comprido, em Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito detido teria vendido paracetamol para a vítima como se fosse cocaína. Jurado de morte, porém, o atirador decidiu agir antes e matou o comprador da droga antes que algo pudesse acontecer contra si.

Foto: SESP

A ação policial desta quarta aconteceu no bairro Santo Inácio, em Curitiba. Com o suspeito, os policiais civis apreenderam mais de R$ 800 em dinheiro. Em continuidade a ação, os agentes da PCRR realizaram busca e apreensão na residência do homem, situada no bairro São Braz. No local, foram localizados 120 pinos de cocaína e 221 porções de crack. Razão pela qual foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Segundo a polícia, a vítima foi morta a tiros no dia 15 de fevereiro de 2020, por volta das 18h30, no bairro Campo Comprido, em Curitiba. Conforme apurado, a vítima foi atingida por quatro disparos foram efetuados de um revólver de calibre 38 e morreu no local.

De acordo com as investigações, o suspeito teria vendido comprimidos de paracetamol como se fosse cocaína, dias antes do fato. Quando a vítima percebeu que tinha sido enganada, teria ido até o suspeito e o agredido fisicamente. Momento ainda em que a jura de morte aconteceu. Para evitar problemas contra si, o suspeito decidiu agir antes e matou a vítima a tiros.

O suspeito está preso em cumprimento a mandado de prisão temporária por homicídio e também responderá por tráfico de drogas, em razão das substâncias encontradas em sua residência.