(Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

 

Um homem suspeito de matar o sogro na véspera do Natal de 2016 foi condenado a 5 anos de prisão, em julgamento realizado nesta quinta-feira (7) no Tribunal do Júri de Curitiba. Cleberson Ferreira Pulucas, de 26 anos, chegou a ser preso em janeiro de 2017 e confessou ter matado o ex-sogro Valdir Domiciano, de 51 anos, usando uma barra de ferro. A denúncia foi por homicídio simples, já que o autor afirmou ter agido sobre forte emoção após ter sido espancado a mando da vítima.

Cleberson quando preso pela DHPP em janeiro de 2017 (Foto: Arquivo)

O crime aconteceu na Rua David Tows, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. Os dois teriam brigado por causa da guarda do filho de Cleberson. Para o Ministério Público (MP), o resultado foi satisfatório, como detalhou à Banda B o promotor Lucas Cavini. “Ele cumprirá dez meses do regime semiaberto e depois vai para o aberto”, disse.

De mesmo modo, a defesa de Cleberson também afirma ter saído satisfeita, como comentou a advogada Cleonice Silva. “Ficamos com uma sensação de dever cumprido, onde foi reconhecida a tese da defesa. Ele não tinha intenção de matar. O crime aconteceu, mas ele agiu por violenta emoção e após injusta provocação da vítima”, destacou.

De acordo com a advogada, o crime aconteceu depois de Cleberson ter sido agredido. “O que ele queria era devolver as agressões que recebeu, depois de ser espancado por duas pessoas. Está arrependido e sai daqui com a consciência tranquila”, afirmou.

Cleberson continua em liberdade até terminar todas as possibilidades de recurso. A defesa vai recorrer para pedir que a pena seja diminuída e que ele responda já em regime aberto.