Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

O jovem Stebvan Matheus Cavalheiro Valdez, de 18 anos, foi assassinado a facadas na Rua Mateus Leme, no bairro Abranches, em Curitiba, por um motivo banal. O crime aconteceu em frente à igreja do bairro Abranches, em Curitiba, na noite deste domingo (7).

(Foto: Reprodução Facebook)

Segundo a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o jovem estava com amigos que assobiaram para um colega que estava dentro de um ônibus, quando rapazes que estavam no outro lado da rua acharam que era para uma menina que estava com eles.

“Estes rapazes se enganaram e foram tirar satisfação, o que gerou uma discussão que levou os dois grupos a via de fatos. Como os envolvidos de um lado tinham uma faca, acabou acontecendo esta situação trágica”, descreveu à Banda B a delegada Sabrina Alexandrino, da DHPP.

Segundo a delegada, ventilou-se a hipótese do caso ter sido motivado por uma briga entre torcidas organizadas, o que já foi descartado. “Falou-se nisso, mas está descartado. Foi uma discussão banal que gerou tudo isso. Um caso lamentável, que mostra como as pessoas têm lidado errado com situações de conflito”, relatou Sabrina.

Stebvan era lutador e membro da Zona Norte da Torcida Organizada Os Fanáticos. De acordo com a DHPP, ele tinha passagem por tráfico de drogas. “É o único registro criminal dele. Agora aguardamos denúncias sobre os assassinos, que podem ser passadas, anonimamente, no telefone: 0800-6431-121”, concluiu a delegada.

Notícia Relacionada: