Um jovem de 22 anos foi preso em flagrante na noite desta sexta-feira (20) pela Polícia Militar (PM), no bairro Jardim Botânico, em Curitiba. Ele é suspeito de fabricar drogas sintéticas para vender. Dois apartamentos abrigavam os aparatos para a confecção de ecstasy. A polícia apreendeu quatro quilos de maconha, duas prensas, um celular quebrado, uma máquina de cartão de débito e quantias de dinheiro em espécie.

Uma equipe da Rondas Ostensivas Táticas (Rotam) desconfiou desse jovem, que carregava uma placa de haxixe nas mãos. “Os policiais estavam patrulhando a rua Engenheiro Rebouças quando o viram com extremo nervosismo”, iniciou o tenente Narcizo da Rotam do 20º Batalhão da PM à Banda B.

Então, a equipe questionou se o jovem possuía mais drogas, fazendo-o confessar que tinha maconha em casa. “No entanto, ele tinha conseguido esta droga em um outro apartamento, na mesma rua”, continuou Narcizo.

 

Materiais apreendidos pela Rotam. Foto: Marcelo Borges/Banda B

 

Mini fábrica

Em seguida, por meio desse usuário, os policiais militares do 23º Batalhão foram até a residência indicada pelo jovem. Com ajuda da síndica, a equipe entrou no apartamento e encontrou uma mini fábrica de drogas.

“Neste apartamento foi localizada mais uma grande quantidade de haxixe, maconha e ingredientes que eles utilizavam para fazer drogas sintéticas. No caso, o ecstasy”, pontuou o tenente da Rotam.

Ainda, de acordo com Narcizo, além das drogas, objetos e documentos do próprio jovem e de uma segunda pessoa foram encontrados. Mas, esse último, não estava no local no momento em que os policiais entraram. “Tinham prensas, os corantes e o MD, uma das substâncias usadas na produção das drogas. Foram encontrados alguns documentos e, segundo o jovem, uma terceira pessoa repassava as drogas, mas ela não estava no local”, concluiu.

Ao todo foram apreendidos 4 quilos de maconha, duas prensas, um celular quebrado, uma máquina de cartão de débito e quantias de dinheiro em espécie.

Segundo a PM, o jovem não possuía passagens. Ele foi encaminhado à Central de Flagrantes e permanece detido à disposição da Justiça.