Um jovem foi preso com grande quantidade de ketamina após ser denunciado por tráfico de drogas e ser abordado por policiais militares na noite desta segunda-feira (19), no bairro Campo do Santana, em Curitiba. A droga encontrada serve como anestésico para animais de grande porte, mais comumente usada em cavalos.

Segundo o cabo Fermino, do 13º Batalhão de Polícia Militar, uma equipe patrulhava o bairro quando recebeu informações de que um rapaz, de camisa cinza e tênis branco, estaria traficando na região.

“Depois de circular pela região, um suspeito com as mesmas características foi visto e abordado. Foram encontradas pelo menos duas embalagens de key [ou ketamina] nas partes íntimas dele”, explicou o cabo em entrevista à Banda B.

Foto: Daniela Sevieri/Banda B

Questionado se seria traficante, o jovem teria negado. Porém, acabou confessando onde estaria o restante da droga: “Ele nos levou a um terreno baldio e encontramos maior quantidade da mesma droga que havíamos encontrado. Ele negou estar traficando, mas não tem como saber onde estaria a droga sem ele ser o traficante, né?”, disse o cabo.

O suspeito possui outras passagens por tráfico de drogas.

Ketamina

A cetamina, ou ketamina, é uma medicação utilizada principalmente para induzir a anestesia, sendo capaz de aliviar ou reduzir dores. De acordo com Fermino, esta seria uma nova droga no mercado que leva, inclusive, outro nome: pó de anjo.

“Ela dá sensação de estar sonhando acordado, de alma desligada do corpo. Tem pessoas que chegam em um estado tão alto de alucinação que defecam e urinam em si mesmos”, explicou.

Ainda, conforme o policial, a droga é de fácil produção e tem substituído a cocaína e o “Boa noite, Cinderela”: “Ela é feita no micro-ondas e está bastante presente em raves e baladas”, completou.

Após explicar como a droga é produzida, o cabo alertou sobre o uso dela. Segundo ele, o key pode levar o usuário a ter uma parada cardíaca.