A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu, na manhã desta segunda-feira (9), uma jovem de 19 anos, suspeita de guardar armamento pesado, munições, entre outros ilícitos, em um apartamento, localizado no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. A equipe chegou até o local por meio de um intenso trabalho de investigação.

Fotos: PCPR

 

No apartamento, os policiais civis encontraram uma pistola .40, uma metralhadora, um fuzil, mais de 120 munições de calibres variados, R$ 8,7 mil em dinheiro e uma farda da Polícia Militar. Conforme apurado, essas armas estariam sendo utilizadas por organizações criminosas especializadas em roubos a bancos, além de estarem sendo colocadas a disposição de bandidos para a locação.

“Entre os armamentos, uma metralhadora, um fuzil e uma pistola que eram importados e de calibres pesados. Suspeitamos que essas armas estavam guardadas para serem locadas às quadrilhas que praticam roubos a bancos, explodem caixas eletrônicos e, até mesmo assaltam ônibus, como vimos recentemente aqui em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba”, explicou o delegado Rodrigo Brown, Centro de Operações Policiais Especiais (COPE).

A mulher, que não possuía antecedentes criminais, foi autuada por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e adulterado. Ela encontra-se presa à disposição da Justiça. “Tudo indica que ela armazenava esse material e as quadrilhas iam lá buscar”, completou o delegado.

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) continuará investigando o caso.