O auxiliar de pedreiro Elizeu Willian de Souza Ribas, 22 anos, foi morto a tiros na noite deste domingo (9), em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Na fuga, um dos atiradores deixou para trás um capacete e um boné, que serão levados para a perícia no Instituto de Criminalística. Ribas não tinha passagem pela polícia e morava na região.

De acordo com a polícia, o jovem estava em uma bicicleta na rua Glória, na região do Jardim Santa Mônica, quando foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta.

 

Jovem foi morto a tiros. Foto: Banda B

 

O tenente Nery do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd) disse que os vizinhos acionaram a polícia ao ouvirem tiros. “Vizinhos ligaram para a polícia e relataram ter ouvido muito disparo de arma de fogo, pessoas pulando muro de casas para fugir. Chegando aqui, tinha um homem caído, foi acionado o Siate, mas ele já estava morto. Passaram informação de que dois homens em uma moto atiraram contra essa vítima”, descreveu.

Segundo o tenente, um dos atiradores esqueceu no local do crime, dois objetos. “Um deles deixou um capacete com um boné dentro. Está no canto, ali, o pessoal aqui que encontrou. Vai servir para a investigação”, contou à Banda B.

O jovem morto não possui passagens pela polícia, tinha se separado há pouco tempo e morava na região. “Conversamos com a mãe dele, segundo ela, ele trabalhava com o irmão como ajudante de pedreiro, se separou e voltou a morar na vila”, finalizou.

O corpo dele foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) e a Delegacia de Polícia do município investigará o crime.