(Fotos: Flávia Barros – Banda B)

 

Um jovem de 27 anos foi morto a tiros perto da Unidade de Saúde (US) Capanema, no Prado Velho, em Curitiba, na tarde desta sexta-feira (15). Outro rapaz, que fazia entrega em uma mercearia na região e não teria nenhuma relação com a história, também acabou sendo baleado.

Segundo informações apuradas da Polícia Militar (PM), o homem que era o alvo do atirador andava pela Rua Manoel Martins de Abreu quando foi surpreendido pelos disparos. Pessoas que passavam pelo local o socorreram e o levaram até a US, mas ele não resistiu aos ferimentos.

No momento dos tiros, um jovem de 25 anos que entregava alimentos em uma mercearia foi atingido na perna. Ele correu para a Kombi que dirigia e conseguiu percorrer cerca de três quilômetros até pedir por ajuda.

O pai do rapaz disse que se assustou ao receber a ligação do filho. “Ele me ligou e falou que tinha sido baleado e que não sabia de onde o tiro tinha vindo. Ele estava no lugar errado e na hora errada”, comentou ele em entrevista à Banda B.

O entregador foi socorrido pelo Siate, do Corpo de Bombeiros, e encaminhado ao Hospital Cajuru com ferimentos moderados.

Ferimentos gravíssimos

De acordo com o médico do Siate, Márcio Nogarolli, apesar de todos os esforços, os ferimentos eram gravíssimos. “Foram vários disparos. Infelizmente, me parece que ele foi atingido no rosto e perdeu muito sangue. Os funcionários da Unidade de Saúde até conseguiram manter a massagem cardíaca durante o nosso deslocamento. Nós chegamos para reforçar o atendimento, mas as lesões foram muito graves”, relatou.

Na frente da US, familiares e amigos do homem morto estavam bastante consternados com a situação. A esposa da vítima afirmou apenas que o marido havia saído da Colônia Penal Agrícola no último sábado (9) e usava tornozeleira eletrônica.

O corpo do jovem deve ser recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga o caso.