A jovem de 27 anos, suspeita de matar o padrasto em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, se apresentou à polícia no fim da manhã desta terça-feira (18). Acompanhada de uma advogada, ela confessou o crime, mas alegou legítima defesa. Segundo o depoimento, a jovem alega que era vítima de agressões desde os 12 anos.

image-1-9
Foto: AEN

O caso aconteceu na noite do último sábado (15), no bairro Vila Iná. Testemunhas relataram que o homem estava bebendo, quando foi atingido pela facada. Ferido, ele saiu pela rua pedindo por socorro, mas não resistiu ao ferimento.

Em entrevista à Banda B, o delegado Fabio Machado informou que a polícia agora vai investigar todas as informações repassadas pela jovem.

“Ela se apresentou voluntariamente e confessou a autoria, mas disse que estava reagindo a uma agressão. Segundo ela, era um quadro antigo de violência doméstica, que se estendeu por vários anos”, explicou.

Além de confessar o crime, a mulher ainda apontou onde estaria a arma utilizada para a morte. O objeto foi apreendido.

A Delegacia de São José dos Pinhais segue investigando o caso.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Jovem confessa morte do padrasto e alega que era vítima de agressão desde os 12 anos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.