Uma jovem, de 22 anos, foi assassinada a tiros, na última sexta-feira (7), em Paranaguá, no litoral do Paraná. Agora, a Polícia Civil investiga se Débora Rodrigues Cordeiro pode ter sido morta por engano.

O crime aconteceu por volta das 19h, no bairro Emboguaçu. A Polícia Civil afirmou à Banda B que instaurou um inquérito para apurar o caso e que atua para entender a dinâmica do crime.

Jovem é assassinada a tiros em Paranaguá, e polícia investiga se ela foi morta por engano
A jovem Débora Rodrigues Cordeiro, que foi morta na rua Cambé – Foto: Reprodução

A corporação também informou que Débora estava na casa de uma amiga com outras pessoas pouco antes de morrer. Ao sair da casa, foi executada a tiros na rua.

O autor dos tiros fugiu após o crime e ainda não foi identificado. Ele teria usado uma motocicleta para fugir.

Um dos disparos teria atingido a cabeça dela. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionada para socorrer a vítima, mas ela morreu no local.

Ao todo, dez cápsulas de pistola calibre 9 mm foram recolhidas próximos ao corpo da jovem, segundo a Polícia Militar (PM).

Não se sabe ainda se a polícia já ouviu as pessoas com quem Débora estava.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Jovem é assassinada a tiros em Paranaguá, e polícia investiga se ela foi morta por engano

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.