Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

irmao-colomboIrmãos tinham tatuagens idênticas que podem estar relacionada ao crime, diz polícia Foto: RR/Banda B

Um jantar em família foi interrompido de forma violenta na noite desta terça-feira (26), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Dois irmãos foram arrastados para fora de casa e mortos na frente dos pais. Lucas Eduardo de Souza, 16 anos, e Cleverson Tiago de Souza, 22 anos, tinham tatuagens idênticas que, de acordo com a Polícia Civil, podem indicar algum tipo de envolvimento com o crime ou mesmo com as drogas.

A família estava reunida para jantar, de acordo com o depoimento da família, quando, por volta das 21h, quatro homens encapuzados invadiram a casa, que fica na rua Leonardo Druz, no Jardim Marambaia. Os encapuzados arrastaram os irmãos para a rua e, mesmo aos berros da mãe, efetuaram vários disparos de pistolas 9 milímetros. As vítimas tentaram correr, mas acabaram não resistindo aos ferimentos e caíram no asfalto a cerca de 150 metros um do outro.

Segundo o tenente Dudson, do 22º Batalhão da Polícia Militar, a informação inicial era que 5 pessoas tinham sido baleadas, por isso várias ambulâncias do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma Emergência (Siate) foram deslocadas pra Colombo. “Eles dispararam vários tiros contra as vítimas, mas com certeza, os irmãos foram surpreendidos porque tentaram fugir”, contou o tenente. Mas, apenas as vítimas fatais foram encontradas. A polícia passou a monitorar hospitais, pois existia a possibilidade de outras pessoas estarem feridas.

Os atiradores conseguiram fugir e os moradores não viram de que forma a fuga ocorreu. Estavam todos assustados e poucas informações foram repassadas à polícia. O residencial Marambaia, onde o crime aconteceu, é um local onde famílias que moravam em áreas de risco, como beira de rios, foram realocadas. De acordo com a polícia esse duplo homicídio foi a primeira ocorrência grave registrada na área do novo residencial.