Por Daniela Sevieri e Elizangela Jubanski

campo-compridoVítima foi atingida por seis disparos de arma de fogo. Foto: DS/Banda B

Inimigos de Sandro Eduardo Serra, 34 anos, cumpriram as ameaças que faziam há pelo menos um ano. Na noite desta quarta-feira (19), Serra foi morto com seis tiros na esquina das ruas Aide Gomes Gonçalves e Giácomo Santoro, no bairro Campo Comprido, em Curitiba.

Segundo moradores, acontecia uma confusão em frente a casa dele e Serra saiu para ver o que estava acontecendo. Nesse momento, ele foi baleado. A Polícia Militar (PM) acredita que a confusão tenha sido proposital para chamar atenção da vítima.

A mãe notou que o filho demorava para retornar para casa, foi até o quintal e viu Serra caído. O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado, mas o homem morreu na hora. Segundo informações no local, Serra tinha ido morar em outro lugar nos últimos meses por conta das ameaças e estava com a mãe há poucos tempo.

O corpo dele foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).