Suspeito levava diversas facas com ele. Foto: AN/Banda B

 

Um homem de 38 anos foi preso em flagrante horas depois de ter atacado um jovem com uma faca, na Presidente Affonso Camargo, no bairro Jardim Botânico, em Curitiba. O preso furtou o celular de uma jovem que tinha capotado o carro nas margens da canaleta e o rapaz, que tentou impedir a ação do bandido, foi esfaqueado e morreu. Valmir Ubiratan Alves de Lima Júnior, 19 anos, chegou a ser socorrido, mas perdeu muito sangue e não resistiu. Imagens revelam o atendimento rápido da ambulância e a prisão do suspeito.

Segundo a polícia, uma jovem de 22 anos perdeu o controle do carro e atravessou a canaleta, capotando próximo a linha férrea. Valmir estava com um amigo e logo acionaram uma ambulância para socorrer a jovem motorista. O suspeito teria aproveitado a aglomeração para pegar o celular da jovem, que estava dentro da bolsa dela. Os rapazes reagiram.

Preso, o suspeito confessou ter dado um golpe de faca na vítima, mas alega legítima defesa. “A versão dele tem várias contradições, que foram atrás dele, que agrediram ele, mas a gente percebe que pelo conjunto dos fatos isso não aconteceu”, contou o delegado André Gustavo Feltes, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR).

Para o delegado, há diversas testemunhas que relatam o ocorrido. “Ele teria sido subtraído os pertences dessa moça que se acidentou e foi afugentado por esse dois rapazes, que aguardaram a chegada do Siate para atender a vítima do trânsito. Quando estavam indo embora, encontraram o homem na metade do caminho e ele partiu para cima dos rapazes com uma faca. Foi aí que o suspeito desferiu um golpe fatal no tórax da vítima, que chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital Cajuru, mas não resistiu aos ferimentos”, disse o delegado, em entrevista.

Segundo a polícia, o amigo da vítima e um bombeiro militar perseguiram o agressor por alguns metros. Quando o suspeito se aproximou da sede da DFR, os policiais que faziam plantão perceberam pelas câmeras de segurança que algo estava fora do normal. “Três policiais fizeram a abordagem, sendo necessário um disparo de arma de fogo com munição não letal para que o suspeito largasse as facas que ele empunhava em cada uma das mãos”, revela Feltes.

Um vídeo registrado por um morador e utilizado pela Polícia Civil foi divulgado durante a entrevista coletiva. Nele, mostra a ação rápida dos policiais e a ambulância do Siate chegando, em minutos, após o golpe de faca. (ABAIXO).

Segundo a Polícia Civil, o suspeito já tem passagem por homicídio, furto, roubo e outro delitos. Na prisão em flagrante, ele estava com diversas facas e também sob efeito de entorpecentes. O homem permanece preso no setor de carceragem temporária (Secat) da DFR, à disposição da Justiça, onde foi autuado em flagrante pelo crime de latrocínio.

 

 

Notícias relacionadas: