Um homem, de 67 anos, condenado por matar a ex-mulher e o namorado dela em Santa Catarina foi preso escondido em Curitiba. A prisão aconteceu na última quarta-feira (29), no bairro Capão Raso, mas só foi divulgada pela Polícia Civil do Paraná nesta segunda-feira (3).

idoso preso
Foto: Divulgação PCPR

O crime aconteceu em Florianópolis, em 6 de novembro de 2013. Na ocasião, o idoso teria, junto com um comparsa, efetuado diversos disparos de arma de fogo contra Michelle Prokopenko, a qual seria sua ex-esposa, e o novo convivente dela, Antônio Varela da Silva.

Em 2020, o homem foi condenado ao cumprimento de prisão em regime fechado pelo prazo de 32 anos e oito meses. E desde então era considerado foragido.

Segundo a Delegada Vanessa Cristina de Lima e Silva, após o duplo homicídio, o idoso e o comparsa foram abordados pela equipe da Guarda Municipal de Florianópolis, conduzindo um veículo em alta velocidade. O idoso conseguiu fugir da equipe naquela ocasião.

“Ele estava residindo aqui em Curitiba, estando com mandado de prisão em aberto. Não houve resistência à prisão e nenhum questionamento sobre os motivos, ele já tinha ciência”, disse a delegada.

O comparsa foi preso e autuado em flagrante, portando um revólver calibre 38 com numeração suprimida, utilizado no homicídio. Em revista, foram encontrados no veículo munições, documentos pessoais e cartões bancários pertencentes à vítima Antônio, bem como um celular da vítima Michelle.

A delegada Vanessa destacou que o homicídio teria sido duplamente qualificado, segundo descrição dos autos. Primeiramente porque foi cometido com utilização de recurso que impossibilitou qualquer meio de defesa das vítimas, visto que os disparos atingiram lateralmente as vítimas na cabeça. Michele continha inclusive, vestígios de pólvora impregnados no rosto, indicando a perícia técnica que os tiros teriam sido realizados à “queima-roupa”, ou seja encostados no rosto. E segundo, pelo motivo torpe, pelo fato de um dos dos autores não aceitar que a ex-esposa estivesse em novo relacionamento amoroso.

O idoso já tinha diversas passagens pelo sistema penitenciário paranaense decorrentes de: prisão civil/pensão alimentícia (2015) e pelos crimes de tráfico de drogas, corrupção ativa, posse ilegal de arma de fogo (2014) e receptação (2011).

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Idoso que matou ex-mulher e namorado dela em Santa Catarina é preso escondido em Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.