Uma idosa, de 64 anos, foi encontrada morta a facadas dentro de casa na rua Francisco Derosso, no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba, na noite desta segunda-feira (27). O principal suspeito do assassinato é o atual namorado da vítima, que teria a ameaçado no dia anterior.

idosa morta boqueirao
Foto: Cristiano Vaz – Banda B

A mulher foi encontrada caída dentro de casa por uma filha. Havia vestígios de sangue e tufos de cabelo próximo ao portão da residência, o que indica que houve briga do lado de fora. De acordo com a delegada Magda Hofstaetter da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a vítima foi atingida por, pelo menos, sete facadas.

“Há vestígios de briga em via pública, mas ela foi atingida com uma arma branca dentro da sua residência, golpeada diversas vezes na região do tronco. Há lesões de defesa nas mãos da vítima”, detalhou.

Conforme vizinhos relataram à Banda B, no último domingo (26) a idosa foi ameaçada pelo namorado durante um culto na igreja que frequentava. O homem, também idoso, disse que ‘se ela não fosse dele, não seria de mais ninguém’.

“Das informações apuradas até o momento, sabe-se que possivelmente o autor possa ser uma pessoa que tenha mantido um relacionamento com a vítima. As testemunhas informaram que essa vítima vinha sendo perseguida pelo namorado e a equipe da DHPP compareceu ao local para coleta informações e apurar se de fato foi um feminicídio”, disse a delegada.

Segundo Magda Hofstaetter, a investigação deve ser conduzida pela Delegacia da Mulher, já que há indícios de feminicídio.

“Possivelmente essa investigação ficará a cargo da Delegacia da Mulher já que há indícios de que tenha ocorrido um feminicídio. Esse namorado foi identificado, essa identificação foi passada aos policiais civis que agora empreendem diligências para tentar localizar e ouvir a versão dele sobre os fatos”, explicou.

A delegada orienta que as vítimas de violência doméstica procurem proteção por meio da Lei Maria da Penha.

“Em caso de violência contra mulher é muito importante que as mulheres fiquem atentas aos sinais para que não chegue ao grau máximo da violência que é o feminicídio. Estando em um relacionamento abusivo, procure a Delegacia da Mulher, denuncie, solicite medidas protetivas, para romper esse ciclo de violência”, pontua.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Após receber ameaças do namorado na igreja, idosa é encontrada morta a facadas no Alto Boqueirão

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.