Emerson e Daniela, ainda juntos, em uma foto na rede social Facebook. Foto: Reprodução

O homem acusado de assassinar a ex-esposa na frente da filha de 2 anos, na cidade de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, já tinha um histórico de violência com a vizinhança. Emerson Bezerra da Silva, suspeito de matar Daniela Eduarda Alves, de 24 anos, no último dia 14 de janeiro, teria ameaçado um vizinho com uma faça dias antes do crime, após uma discussão doméstica.

A denúncia foi feita pelo próprio morador que recebeu as ameaças, Gerson Rufino de Siqueira, de 68 anos, que contou à Banda B sobre o difícil temperamento do rapaz. “Ele arrebentou a cerca de um senhor e estragou o jardim, jogando uns objetos em cima da plantação de feijão desse homem. Eu percebi e comecei a discutir com ele. Perguntei se ele não tinha vergonha de fazer aquilo. Ele se descontrolou, pegou uma faca de açougueiro e começou a me xingar, me chamando para discutir na rua. Não fui porque não queria arranjar problemas”, contou Gerson.

O aposentado, que mora sozinho em frente à residência em que o casal vivia, disse que começou a ser confrontado pelo homem após o ocorrido. “Ele me provocava quando eu saía na rua, me xingando muito. Eu tinha receio de sair de casa”, relevou. “Isso só mostra como ele era desequilibrado e depois acabou fazendo o que fez”, lamentou Gerson.

Emerson da Silva já foi denunciado pela Justiça de Fazenda Rio Grande e aguarda preso a instrução do processo criminal.