Um homem de 70 anos matou a mulher, Marisa Meira, de 50, e foi avisar a filha sobre o que havia feito. O caso aconteceu no fim da madrugada desta terça-feira (10) na Rua da Paz, na Planta Deodoro, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba. Após fazer a revelação à parente, o suspeito fugiu e não foi localizado.

Crime aconteceu na Planta Deodoro, em Piraquara (Foto: Djalma Malaquias – Banda B)

 

Por volta das 6h, o homem foi até a casa da filha, dizendo que havia brigado com Marisa e que ela tinha fugido. “Em determinado momento, ele falou: ‘Senta que vou falar a verdade. Eu matei ela’. Depois disso, foi embora e não o vi mais”, afirmou à Banda B a filha, que é enteada Marisa.

Segundo a filha, o pai já tinha um histórico de agressividade. “Eu acredito que ele fez isso por ciúmes, porque já havia dito que ela só ficaria com ele e mais ninguém. Acredito que ela estava querendo se separar e ele não aceitou. Eu tenho nojo do meu pai”, disse.

Também presente no local, a neta do assassino garantiu que, embora ele tenha deixado uma carta afirmando que se mataria, essa hipótese tem que ser descartada. “Ele é muito frio. Não acredito que teria coragem de fazer isso”, opinou.

No local

Na casa em que o crime aconteceu, o corpo de Marisa já estava coberto por um lençol. A suspeita é que o agressor tenha usado uma faca para cometer o feminicídio.