Um homem invadiu um culto religioso para tentar assaltar e promoveu uma correria na noite deste domingo (23), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Ele fingiu que estava armado, arrastou uma idosa que estava na porta, determinou que alguém lhe desse as chaves de um carro, mas precisou fugir assim que descobriram a ausência de uma arma de fogo. Moradores da região foram atrás dele e fiéis da igreja evitaram que o suspeito fosse ainda mais agredido. Uma live que estava sendo transmitida pela rede social da igreja flagrou a correria dos fiéis. (abaixo)

A invasão ao culto aconteceu por volta das 20 horas. A Igreja Evangélica Uma Nova Vida em Cristo fica no bairro Alto da Cruz e tradicionalmente tem os cultos de domingo à noite como os mais frequentados.

 

 

O auxiliar administrativo Matheus Felipe, que estava na porta no momento em que o homem entrou na igreja, disse que ele fingiu estar armado. “Era um culto normal, noite de domingo, bastante gente, aí de repente, esse cara chega e diz que é um assalto. Ele fingiu que estava armado. Falou para todo mundo entrar, tinha uma senhora já de idade que estava na porta e tentou sair, por susto, mesmo, medo, ele a empurrou para dentro e ela até caiu”, descreveu a testemunha.

Segundo ele, o homem queria um carro. “Ele disse que queria um carro, um carro, que precisava fugir. Quando a gente viu que, na verdade, ele não estava armado, ele começou a correr para tentar fugir. Um pessoal na vizinhança também foi e quando pegaram começaram a agredir ele”, detalhou o jovem Matheus.

190

A Polícia Militar (PM) foi acionada e o soldado Catini do 22º BPM disse que suspeito foi agredido por moradores da região até a chegada da viatura da PM. “Ele estava bastante alterado, provavelmente sob efeitos de álcool, entorpecentes. Ele nega, diz que estava fugindo de pessoas que estavam perseguindo ele, mas o pessoal afirma que ninguém estava atrás dele”, disse o soldado.

Perdão

Embora o susto tenha sido grande, Matheus disse que ele e a comunidade da igreja perdoam o suspeito. “Nós perdoamos sim. Tanto perdoamos que não deixamos bater nele até a chegada da viatura. Ele tem que pagar pela Justiça do homem, mas que Deus tenha misericórdia nele e que ele mude e se torne uma outra pessoa”, finalizou Matheus, que é filho do pastor da igreja, onde o culto acontecia.

O suspeito foi levado ao Hospital Cajuru com suspeita de fratura no nariz. Depois de alta médica, foi levado a Delegacia de Polícia de Colombo.

Vídeo

Assista a live que estava sendo transmitida do culto, que flagrou a chegada do homem e a correria dos fiéis.