Quadrilha é suspeita de vários golpes contra servidores (Foto: Divulgação Polícia Civil)

 

Suspeito de integrar uma quadrilha acusada de fazer empréstimos em nome de servidores estaduais, Oziel Nunes de Jesus, de 36 anos, foi preso nesta terça-feira (5), em Curitiba. O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) chegou até o suspeito após a prisão de Jorge Mendes dos Santos Costa, que foi detido em flagrante em junho deste ano, quando tentava fazer um empréstimo de R$ 45 mil. A Polícia Civil ainda procura um terceiro membro da quadrilha, que está foragido, e a pessoa que pode ter vazado os dados do sistema do Estado.

De acordo com o delegado Rodrigo Brown, na casa do Oziel, no bairro Cristo Rei, foram encontrados diversos contratos de financiamento assinados em branco, o que aumentou a suspeita sobre ele. “Essa quadrilha se apropriava do nome das vítimas e realizava o empréstimo consignado. Os servidores só percebiam o golpe no momento em que recebiam o contracheque mensal. O Jorge era só uma ponta, aquela que ia até o banco. Já o Oziel é apontado com o um dos responsáveis e articuladores do golpe”, explicou.

Foto: Divulgação Polícia Civil

Entre as vítimas, a Polícia Civil encontrou policiais militares e um bombeiro. “Ainda estamos apurando, mas, com certeza, podem existir dezenas de vítimas. O funcionário publico já possui salários humildes, muitas vezes apenas para sobrevivência e ainda acabam vítimas de crimes desta natureza. É uma dor de cabeça para cancelar o empréstimo e se livrar de uma dívida que não é sua”, lamentou o delegado.

Conforme apurado pelo Cope, Oziel repassava 10% do valor adquirido com os golpes para os executores e ficava com o resto do dinheiro.

O suspeito responderá pelo crime de estelionato e encontra-se preso no Setor de Carceragem Temporária (Secat) do Cope, onde aguarda à disposição da Justiça.

Notícia Relacionada: