(Foto: Tribuna Popular)

 

Um homem de 30 anos foi preso pela Polícia Civil de Foz do Iguaçu, suspeito de estuprar uma menina de apenas 5 anos. O mandado de prisão preventiva contra ele foi cumprido na quarta-feira (20).

O caso chegou ao conhecimento do Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes) no dia 10 de dezembro, após um familiar da vítima procurar a polícia.

De acordo com a delegada Iane Cardoso do Nascimento, titular do Nucria, o abuso foi flagrado pela mãe da menina, que chegou a desmaiar ao presenciar a cena.

A vítima foi ouvida pelo Nucria e afirmou que já havia sido abusada pelo homem em outras ocasiões. Pelos relatos da criança, no entanto, a polícia verificou que não houve conjunção carnal, o que não descaracteriza o crime de estupro, segundo a delegada.

A menina foi levada a casa de familiares e segue sob acompanhamento psicológico. Ela será submetida a um exame de corpo de delito.

A delegada ressalta que, apesar de haver a possibilidade de o exame apontar negativo, o laudo não é imprescindível para a comprovação do crime, já que os relatos de vítima e testemunhas são fortes indícios do abuso cometido pelo homem.

O homem deve permanecer preso por pelo menos 30 dias. A prisão temporária, porém, pode ser convertida em preventiva – sem prazo.

Em um momento inicial, o suspeito confessou o crime, mas, logo em seguida negou o fato, alegando que estivesse embriagado. Ele ainda será ouvido pelo Nucria.

Ele pode pegar pena de até 15 anos de prisão, com agravo de ter responsabilidade sobre a vítima. Para preservar a identidade da vítima, a delegada não informou o grau de parentesco entre os dois.

Para mais informações sobre a Região Oeste do Paraná acesse o Catve.com clicando aqui.