Um homem de 48 anos foi condenado no Tribunal do Júri de Guarapuava, no Centro-Sul do Paraná, por matar a ex-mulher. Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), a atual namorada dele também foi condenada pelo crime. Ela é considerada mandante e instigadora do homicídio.

Reprodução

Segundo o MP-PR, o homem foi condenado a 24 anos e meio de prisão em regime fechado. A pena considerou as qualificadoras de feminicídio e motivo fútil.

Já a namorada, foi condenada por homicídio simples e a pena é de 13 anos, 1 mês e 15 dias de reclusão, também em regime fechado.

Além da pena de prisão, os dois foram condenados a indenizar cada um dos três filhos da vítima em R$ 50 mil. O réu já encontrava-se preso na cadeia pública de Guarapuava. Segue detido e não poderá recorrer em liberdade. À ré foi concedido o direito de recorrer em liberdade.