Rafael da Silva Santos, de 34 anos, foi morto com mais de 10 tiros, no início da noite desta segunda-feira (16), na rua Sergipe com a rua Santa Catarina, no bairro Guaíra, em Curitiba. A vítima estaria saindo de uma oficina mecânica, quando uma dupla de capacetes surgiu em cima de uma moto CG preta e efetuou os disparos.

(Foto: Daniela Sevieri/Banda B)

O delegado Thiago Nobrega de Almeida, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), conta que, de acordo com informações colhidas no local, Santos não morava na região e apenas havia deixado um veículo para conserto na oficina mecânica, quando os suspeitos na moto apareceram com uma arma de fogo disparando cerca de 18 vezes. “A vítima não mora aqui no local, ele estava apenas na oficina deixando um veículo para conserto. Segundo relatos, ele estava deixando a oficina na posse da caminhonete, quando passou uma moto com dois indivíduos de capacete que efetuaram cerca de 18 disparos”, disse o delegado.

Imagens de câmeras de segurança no local foram recuperadas pela polícia, que acredita que o crime tenha relação com o tráfico de drogas. “Já conseguimos algumas imagens na região e vamos ver se conseguimos outras para identificar os autores do crime e o veículo utilizado por eles. A gente acredita que tem relação com o tráfico de drogas e essa é a linha mais provável da investigação sobre a motivação do assassinato”, afirmou Almeida.

A vítima tinha um extenso histórico de passagens pela polícia e as munições encontradas no local do crime são de pistola .9mm. A Polícia Civil investiga o caso.