(Foto: Reprodução)

 

Durante interrogatório, Jorge Balduíno, de 47 anos, confessou que matou a companheira, Cristiane Ferreira, 30, durante uma discussão depois que os dois já haviam rompido o relacionamento. O corpo dela foi encontrado nesta quarta-feira (7) enterrado no terreno da chácara onde o casal vivia, mais de dois anos após o crime, que aconteceu em 16 de junho de 2016.

“No depoimento, ele disse que eles já tinham rompido o relacionamento, mas tiveram uma discussão acalorada, em que ela falou várias coisas que ele não gostou. Ele contou que amarrou uma corda no pescoço dela e a enforcou. O objeto inclusive foi encontrado na ossada. Como a vítima sumiu, havia a suspeita de que estivesse morta ou que poderia ter simplesmente fugido”, relatou o delegado Reinaldo Zequinão, responsável pelo caso.

De acordo com ele, tudo indica que Jorge matou a mulher sozinho, mas teve ajuda para ocultar o cadáver na chácara onde mora. “Nós estamos confirmando agora a identidade dessas pessoas e trabalhando para localizá-las”, completou o delegado.

Zequinão comentou ainda que Cristiane conheceu Jorge enquanto ela estava grávida de uma menina, que foi registrada no nome dele. “Por isso, ele vai ser autuado por ocultação de cadáver, homicídio e também parto suposto da filha [dar parto alheio como próprio]”, finalizou.

Jorge foi encaminhado à delegacia de Campo Largo e permanece detido à disposição da Justiça.