Um homem de 19 anos morreu após ser baleado por um guarda-civil de São Paulo na madrugada desta quinta-feira (6) em Santo André, no ABC paulista.

O autor dos disparos é um GCM que trabalha na capital e estava de folga. A vítima foi identificada como Bruno Delamare Sotareli, 19.

Em nota, a Prefeitura de São Paulo disse que o caso está sendo registrado no 2º Distrito Policial de Santo André e que a Corregedoria da GCM também apura a ocorrência.

Bruno estava em uma moto quando foi baleado. Ele estava na companhia de outros dois homens, cada um em uma motocicleta. Segundo a família da vítima, eles estavam voltando para suas casas.

bruno
Bruno Delamare Sotareli, 19, foi morto por um guarda-civil em Santo André, no ABC paulista – Foto: Reprodução/@bruno.sotareli no Instagram

Um vídeo gravado pela passageira de uma das motos mostra Bruno a frente dos outros veículos. Ele realiza manobras e chega a empinar a motocicleta.

Pouco tempo depois, após passar por um semáforo fechado, ele fica de frente para um carro. A imagem então corta, mas é possível ouvir barulho de tiros.

Segundo a versão oficial, dois guardas de folga estavam no veículo, e Bruno teria tentado roubá-los. Então um deles, que estava sentando no banco do passageiro, atirou três vezes contra o motoqueiro, que morreu no local.

A família de Bruno, porém, nega que isso tenha acontecido e afirma que ele era entregador.

“Meu sobrinho em nenhum momento é ladrão, meu sobrinho trabalha, meu sobrinho corre atrás, ele tinha um filho de um aninho. Eu só quero a justiça. Meu sobrinho sempre foi muito alegre, eu não via meu sobrinho parado [sem trabalhar]. Sempre um menino muito feliz, sempre um menino alegre, infelizmente foi tirada a vida de uma forma brutal”, disse Viviane Delamare, tia de Bruno.

“O cara [GCM] tá alegando que foi assalto. Não deu tempo, não deu tempo do meu sobrinho fazer nada. De dentro do carro ele deu três tiros no meu sobrinho. Matou à queima-roupa. O cara é um cara despreparado”, afirmou ela.

Ainda de acordo com familiares, o caso aconteceu por volta das 5h. No entanto, até por volta das 20h desta quinta-feira o boletim de ocorrência ainda não havia sido finalizado.

Conforme a SSP (Secretaria da Segurança Pública) do estado, o caso está sendo registrado como morte decorrente de intervenção policial e roubo tentando.

De acordo com a nota encaminhada para a reportagem, “policiais militares foram acionados para atender a ocorrência e, no endereço, apuraram que os GCMs foram abordados por três motocicletas, quando um deles interveio”.

A nota ainda diz que os outros condutores das motos fugiram. “Foi solicitada perícia ao local e à arma do guarda”. Não foi encontrado nenhum tipo de armamento em posse de Bruno.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Guarda civil de São Paulo mata jovem que empinava moto em Santo André

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.