O Ministério Público do Paraná, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpriu, nesta quarta-feira (9), cinco mandados de busca e apreensão em cidades da Região Metropolitana de Curitiba. A ação faz parte da Operação Calvário, do Ministério Público da Paraíba, que apura as denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro em contratos firmados com unidades de saúde e educação daquele estado.

(Foto: Divulgação)

O coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, explicou à Banda B que a ação do órgão também chegou a outras Unidades Federativas do país. “O MP da Paraíba descobriu desvios em São Paulo, Rio de Janeiro, Alagoas e também na Paraíba”, disse.

No caso do Paraná, uma mesma empresa foi investigada em cinco endereços diferentes, nos municípios de Curitiba, Colombo e Campina Grande do Sul. “Essa companhia produz materiais que servem para uso no setor de educação, como moldes e kits para educação infantil” relatou Batisti. Nos imóveis, foram apreendidos documentos, computadores, celulares e cerca de R$ 40 mil em espécie.

As ordens judiciais foram expedidas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.