Um funcionário do transporte público de Curitiba foi surpreendido com uma tentativa de assalto, no final da madrugada desta quinta-feira (09), no momento em que voltava do trabalho e esperava um ônibus madrugueiro na Praça Rui Barbosa, Centro da capital. Ele reagiu à abordagem do suspeito e levou vários golpes de faca, mas acabou sendo salvo por colegas que também estavam no local. Pouco tempo depois, o assaltante estava cercado por viaturas e foi preso.

À Banda B, a vítima do assalto, que não quis ser identificada, detalhou a situação. Ele conta que sai da garagem, diariamente, por volta das 04h30 e leva 10 minutos para chegar à Rui Barbosa. O ônibus, que fica na praça por 10 minutos, volta para a garagem transportando mais funcionários. “Então, eu fico até as 05h, esperando outro madrugueiro que me deixa na porta de casa. Foi neste intervalo de 10 minutos que apareceu este homem portando a arma branca. Ele me deu uma gravata e eu fiquei sem reação. Eu senti o fio da faca me cortando e o sangue escorrendo”, explicou.

 

A vítima disse que deixou o assaltante levar a carteira, o relógio e o celular, mas tentou reagir e iniciou uma briga. A briga o deixou com várias marcas no pescoço.

O funcionário contou que foi salvo por um colega. “Ele começou a me desferir vários golpes de faca e acertou quase todos em mim. Meus colegas, motoristas e cobradores que iam pegar o madrugueiro viram tudo e chamaram os policiais. A PM chegou rapidamente e me prestou todo o auxílio”, pontuou.

A vítima ainda informou que o assaltante resistiu à abordagem dos policiais. Ele chegou a agredir uma policial que estava no local. “A gente estava com medo de que ele tomasse a arma da policial, porque ele era grande e forte. Ela pediu ajuda. Foi quando chegaram mais viaturas. Tiveram que fazer uso de força para algemá-lo”, contou.

O assaltante foi encaminhado à Central de Flagrantes, junto com a vítima e os demais motoristas e cobradores envolvidos na situação que prestaram os devidos testemunhos sobre o caso.