A Polícia Civil de Porto Alegre (RS)  prendeu na noite desta quinta-feira (27), o fisioterapeuta Adriano Tiezerini, de 37 anos,  suspeito de tentar matar a ex-companheira no dia 29 de dezembro do ano passado, no bairro Batel, em Curitiba. A vítima foi baleada três vezes na Rua Carlos de Carvalho num suposto assalto, mas sobreviveu. A tentativa de assalto aconteceu depois dela ter discutido com Adriano.

Suspeito foi preso em Porto Alegre – Foto: PC/RS

O suspeito foi preso em uma academia no bairro Mont Serrat, na capital gaúcha, durante um evento esportivo, que era transmitido pela internet. Havia um mandado de prisão temporária pela prática do crime de feminicídio tentado e ele era considerado foragido.

Segundo as investigações, no dia do crime, a vítima estava com Adriano e, em determinado momento, após uma discussão sobre o divórcio, foi atingida por três disparos de arma de fogo em uma suposta tentativa de assalto. As investigações da Polícia Civil paranaense verificaram que, em verdade, não se tratava de um crime patrimonial, mas sim de uma tentativa de executar a vítima. Tudo teria sido arquitetado por Adriano, segundo a polícia

Segundo informou a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, em seu site, Adriano é tido como autoridade na área da fisioterapia no Brasil e no exterior, já tendo participado da formação de diversos lutadores de MMA, inclusive campeões do UFC.

O suspeito deve ser transferido para Curitiba.

Relacionada: