Um dos principais alvos da Operação Lisboa, que cumpre na manhã desta terça-feira (22) 16 mandados de prisão em operação contra o tráfico de drogas em Curitiba e região, morreu em confronto com a Polícia Militar (PM) em Matinhos. A mulher, que comandava a venda de drogas no Centro de Curitiba, estava escondida no Litoral, reagiu a abordagem e morreu na troca de tiros. Um comparsa que estava com ela também foi baleado e morto.

Armas apreendidas pela polícia com casal que morreu em confronto (Foto: Colaboração)

 

Além dos 16 mandados de prisão, a operação cumpre outros 37 mandados de busca e apreensão contra líderes, gerentes, fornecedores e distribuidores de drogas em Curitiba e região. Durante as investigações, que duraram cerca de 6 meses, a PCPR e a PMPR observaram que houve pouca ou nenhuma alternância na liderança do bando. É como se a associação criminosa fosse composta por líderes gerais, “gerentes operacionais” e revendedores finais – conhecidos como “pistas”, esses substituídos com frequência.

Segundo o coronel Hudson, da PM, um dos mandados de busca e apreensão foi cumprido em Matinhos, onde ocorreu a troca de tiros. “Recebemos a informação de que um dos principais alvos, que é uma mulher que fazia o tráfico no Centro de Curitiba, estava no Litoral. Ela foi abordada e, ao lado de um comparsa, reagiu a operação e trocou tiros. Com eles, foram encontrados um revólver e uma pistola”, destacou á Banda B.

Segundo o coronel, a mulher procurada pela Justiça era faccionada. “É uma mulher que faz parte de uma organização criminosa e que estava foragida, pois já tinha um mandado de prisão contra ela. Agora, estava aqui escondida no Litoral e acabou entrando em confronto hoje”, destacou.

Mais sobre a operação:

NÚCLEO CENTRO – As drogas que abasteciam o tráfico de drogas no Centro de Curitiba eram fornecidas por líderes distintos que comandavam o crime em Pinhais e no bairro Cajuru.

Nesta região, a PCPR e PMPR cumprem 17 mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão preventiva.

NÚCLEO CAJURU – O gerente operacional que atuava no bairro também distribuía drogas para revendedores finais do município de São José dos Pinhais, na RMC.

Seis pessoas são alvos de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão serão cumpridos na região.

NÚCLEO PINHAIS – O tráfico era comandado por um indivíduo com antecedentes por tráfico de drogas. Ele foi preso em 2016, com 73 quilos de crack, e estava em liberdade atuando no município e no Centro de Curitiba.

Aqui a PCPR e PMPR miram oito alvos. Três com mandados de prisão preventiva e cinco com mandados de busca e apreensão.

INVESTIGAÇÕES – No decorrer das investigações foram presas em flagrante 17 pessoas ligadas ao bando, cumpridos quatro mandados de prisão preventiva, uma apreensão de adolescente, apreensão de duas armas de fogo, 173 gramas de cocaína, 2,3 quilos de crack e 4,8 quilos de maconha.