Da Redação com Polícia Civil

Dois falsos funcionários da Companhia Paranaense de Energia (Copel) foram presos em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, na tarde desta segunda-feira (1º). Os mandados de prisão e busca domiciliar foram cumpridos contra Helian José Severino Cabral, de 48 anos, e Sandro Zapella, de 42, suspeitos de furto qualificado mediante fraude.

Segundo as investigações, no último dia 6 de novembro, a dupla se apresentou com um crachá de identificação da Copel para um idoso de 74 anos, morador da Rua Rio Japura, no Bairro Alto, em Curitiba. Dizendo que trabalhavam na Companhia, eles alegaram que havia um alto consumo de energia elétrica na casa da vítima e que precisavam averiguar o relógio e a geladeira da casa.

Enquanto Cabral examinava o eletrodoméstico, o comparsa, Zapella, aproveitou para furtar os cartões bancários do idoso. Antes de sair da residência da vítima, Cabral disse a ela que havia instalado um relógio de consumo, cobrando do idoso o valor de R$ 45 pelo suposto serviço.

No mesmo dia do crime, a vítima percebeu o desaparecimento dos cartões e, posteriormente, que havia ocorrido inúmeros saques, compras e transferências das suas contas bancárias e também da sua esposa.

Segundo o delegado Marcelo Lemos de Oliveira, da Delegacia de Estelionato e Desvio de Carga (DEDC), os suspeitos já tinham passagem pela polícia por roubo. “Com a captura de Helian e Sandro, que já possuíam diversas passagens pela polícia, e a divulgação das imagens, outras vítimas podem surgir, pois desconfiamos que eles agiam há bastante tempo em Curitiba e na região metropolitana”, relatou.

Cabral e Zapella foram presos por furto qualificado mediante fraude. A pena é de dois a oito anos de prisão.